Blog

5 passos e várias dicas para quem quer ser juiz de concursos de cerveja

Então você quer ser juiz de concurso cervejeiro?

Ótimo, aqui trazemos dicas valiosas pra você!

Mas antes façamos um trato: apague a imagem de quem bebe cerveja gratuitamente, tem viagens e hotéis pagos pelo mundo e só está lá para se divertir.

A função de juiz de concursos cervejeiros exige responsabilidade, muito estudo, horas a fio de concentração na análise e, claro, renúncia. Com tudo isso junto e anos de experiência na função, você pode então começar a sonhar com convites para ser jurado do outro lado do planeta. 

Se ainda assim você quiser ser juiz de concursos de cerveja e ser capaz de avaliar 40, 50 amostras de cervejas num único dia, esse texto irá te ajudar.

Abaixo, você confere 5 dicas, 5 passos essenciais para ser um juiz profissional de cerveja.

Confira!

1. Teoria: estude, estude e estude

A primeira dica é a mais importante. 

Estude.

Concursos cervejeiros não são lugares para degustadores de final de semana.

Tenha em mente que o produto que você irá avaliar não se resume ao que você vê no copo.

Há todo um esforço de desenvolvimento da receita e de escolha de insumos. Há todo o tempo e o trabalho de produção e de envase da cerveja.

Um juiz de concurso cervejeiro sabe bem que a amostra que irá julgar passou por um processo de desenvolvimento, de tentativas e erros, de esforço de toda uma equipe.

Por isso, o mínimo que se espera de um juiz de concursos de cerveja é que ele esteja muito bem preparado para desenvolver o seu papel; que tenha uma postura séria e profissional na hora da avaliação.

E a maior mostra de respeito pelo trabalho que você irá julgar está no seu conhecimento.

Portanto, faça o básico bem feito: estude os guias de estilos – especialmente o BJCP, se a sua intenção for julgar concursos caseiros e BA se os concursos forem comerciais -, entenda a teoria por trás da produção da cerveja, incorpore conceitos de análise sensorial e apure o seu vocabulário para identificar os aromas, as cores, os sabores e as sensações ao degustar a bebida.

Talvez você ainda não soubesse, mas ao final dos concursos, as súmulas de julgamento são enviadas para os cervejeiros para que eles possam ter o feedback do seu trabalho e – a seu critério – fazerem as melhorias de acordo com o que os degustadores profissionais pensam da sua cerveja.

Portanto, saber comunicar por palavras o que os seus sentidos estão te dizendo ao avaliar uma cerveja é uma habilidade essencial para quem quer ser juiz de concursos de cerveja.  

Quer ir além do básico? Prepare-se com a ajuda de Sommeliers de Cervejas experientes.

2. Pratique muito. E do jeito certo

É hora de colocar todo o seu conhecimento teórico em ação.

Sua tarefa primordial como aspirante a juiz de concursos de cerveja é refinar a sua habilidade de análise sensorial. E isso você só consegue praticando, à exaustão.

Mas isso não significa que você deve abrir uma dúzia de cervejas durante aquele churrasco com os amigos e tentar avaliá-las de qualquer maneira.

Na hora de praticar, você precisa de concentração e de um método.

Reserve uma hora para se dedicar a análise. Tenha papel e caneta em mãos para fazer anotações do que está sentindo. Pense em todos os aspectos: aparência, aroma, gostos, retrogostos, drinkability.

Relembre, nesse momento, como os guias de estilo descrevem a cerveja que você está degustando e tente traçar um paralelo. Avalie a precisão do estilo.

Repita isso com cervejas do mesmo estilo, mas produzida por outra cervejaria. Procure os pontos comuns e estabeleça a sua própria referência. Assim você vai criando a sua memória gustativa a respeito dos estilos.

Depois, passe a fazer degustações às cegas. Se puder contar com a ajuda de um amigo que goste de cerveja tanto quanto você, ainda melhor. É nessa hora que você irá exercitar não apenas o seu senso crítico sobre as características sensoriais da cerveja, mas também a sua capacidade de expressar em palavras o que está degustando.

Como juiz de concursos de cervejas você fará parte de uma mesa de jurados. Apesar de as amostras serem analisadas individualmente num primeiro momento, na maior parte dos concursos os juízes terão que discutir e comentar as análises baseado nas anotações que cada um fez e chegar a um consenso.

Nessa hora, a sua capacidade de comunicar a sua avaliação é muito importante, tanto para a precisão da avaliação, como para a fluidez dos trabalhos. 

Lembre-se: quando você estiver julgando concursos comerciais grandes, você terá que avaliar 50 às vezes 60 amostras num dia. Além das habilidades sensoriais é preciso ter ritmo de julgamento.

juiz de concursos de cerveja

3. Conheça os regulamentos dos concursos

Para ganhar credibilidade e ser capaz de entregar classificações justas, um juiz deve seguir precisamente o protocolo do concurso.

É que cada concurso de cerveja possui um regulamento próprio. Cada organizador acaba criando as próprias regras de funcionamento, estabelecendo os parâmetros para as análises, como serão preenchidas às súmulas e como serão premiadas as cervejas.

Um bom exercício para quem quer ser jurado em concurso cervejeiro, portanto, é ir atrás dos regulamentos dos grandes concursos de cerveja no mundo para tentar entender essa dinâmica.

Simule na sua casa o que o regulamento pede – se o sistema de julgamento é descritivo ou também por pontuação, por exemplo – e pratique.

Quanto mais exercícios de cerveja você faz, mais confiança você ganha.

>> No vídeo abaixo você tem uma explanação do cervejeiro Bruno Aquino de como ocorre o Concurso Nacional de Cervejas de Portugal. Dessa conversa, você terá ótimos insigths para a sua carreira como juiz de cerveja.

4. Mire alto, mas comece pequeno

Ok, você está estudando, se preparando, mas como sair da sua casa e parar dentro de um concurso de cerveja?

Fê Bressiani, coordenadora do curso de Sommelier de Cervejas da ESCM, organizadora de concursos cervejeiros e jurada de dezenas deles, conta que antes de chegar à posição de juíza profissional de concursos e, mais tarde, de organizadora de concursos, ela participou dos bastidores de vários certames. 

Começou como staff, levando às amostras aos juízes, ajudando no recebimento das amostras e na organização da câmara fria. 

Depois começou a integrar a mesa dos jurados, sentando da cadeira reservada a “juízes iniciantes” em concursos de cervejeiros caseiros.

“A partir daí você estabelece um network, seu trabalho vai se tornando conhecido e os organizadores que viram qualidade e seriedade no seu trabalho passam a te convidar para participar dos próximos concursos”, acrescenta.

Portanto, se você tem a intenção de se tornar um juiz ou juíza de concurso de cerveja, candidate-se a voluntário em concursos menores e vá escalando a sua trajetória.

Dessa forma, você pode fazer bons contatos com a comunidade cervejeira local e conhecer de perto como é ser um juiz de cerveja.

5. Faça as provas de certificação do BJCP

Testar os seus conhecimentos é uma forma excelente de saber se você está no caminho certo.

Quando você se sentir preparado, aplique para o exame do Beer Judge Certification Program (BJCP).

Essa associação tem um programa mundial de certificação de juízes de cerveja e seu guia de estilos é a base para muitas competições caseiras no mundo inteiro, inclusive no Brasil.

Veja bem. Uma certificação do BJCP não é garantia de que você será um ótimo juiz de cerveja ou que isso te dará direito a julgar um concurso “XPTO”. 

Mas ele poderá, sim, abrir muitas portas para você se tornar um juiz profissional de concurso cervejeiro. 

Repetimos. Não se trata apenas de adquirir um certificado pura e simplesmente. Trata-se de colocar o seu conhecimento à prova, de se desafiar, de ter um feedback sobre os seus estudos sobre a cerveja.

E é isso, afinal, que se espera de um juiz de concursos de cerveja: preparo!

E você precisará dele para passar na prova do BJCP.

Para se tornar um juiz certificado BJCP você terá que fazer uma prova online e um exame de degustação presencial.

A prova escrita é composta por 200 questões que devem ser respondidas em 60 minutos. O formato da pergunta é de verdadeiro ou falso e de múltipla escolha.

Depois de passar no exame de admissão online do BJCP, você precisa conseguir uma data disponível para aplicar para o tasting. Em algumas situações, é possível que você tenha que esperar alguns meses, talvez até um ano, para fazer o exame de degustação.

Dica: entre em contato com os organizadores das provas do BJCP na sua região, diga que você passou na prova online e mantenha contato para saber quando irão acontecer as provas práticas. É possível que eles te coloquem em uma fila de espera!

Enquanto isso, estude!

O Exame de Degustação do BJCP é composto por 6 cervejas diferentes para julgar e avaliar durante 90 minutos. 

A cada 12 minutos, uma nova cerveja é trazida e continua até que todas as 6 cervejas tenham sido servidas. Portanto, você terá 12 minutos para preencher ao máximo cada folha de julgamento. Nos minutos que sobrarem até completar uma hora e meia, você pode voltar e revisar alguma súmula que tenha ficado incompleta. 

Por isso você precisa ter treinado muito em casa – lembre-se das dicas número 1 e 2!

E quando você receber o seu pin de Juiz BJCP Certificado, comemore, celebre, mas siga adiante. Esse é apenas um ponto de partida. 

Para Fernanda Bressiani, é essencial que um juiz de concurso nunca pense que já sabe tudo.

Para ela, o verdadeiro treino está no dia-a-dia: “é preciso viajar, provar cervejas diferentes, conversar com cervejeiros, ter abertura para ouvir opiniões diferentes das suas e continuar estudando, sempre.”

E depois que você chegar lá, Fernanda ressalta: 

“A sua conduta dentro dos concursos de cerveja somam muitos pontos. Saber guardar informações sigilosas, atender às regras internas da organização do concurso e respeitar a opinião dos demais colegas juízes são atitudes básicas que se espera de um bom juiz de cervejas”.

Ser juiz de cerveja é divertido, desafiador e instigante, mas é sobretudo uma maneira de contribuir para a melhoria da cerveja artesanal.

Se você está pronto para estudar e trabalhar duro para avaliar, comparar, classificar e dar feedbacks objetivos para cervejeiros, com a responsabilidade que a função exige, você é um bom candidato a juiz de concursos de cerveja.

Se você quer conhecer a dinâmica dos concursos cervejeiros, aprender a avaliar amostras de cervejas, preencher súmulas de concursos e se preparar para o exame para se tornar juiz certificado dos Guias de Estilo, a ESCM convida você a participar do Curso Master em Estilos!

O treinamento tem um total de 140h/aulas e é exclusivo para Sommeliers de Cerveja certificados.

>>> Descubra aqui os detalhes do Curso de Master em Estilos e a data da próxima turma.

Ainda não é Sommelier? O primeiro passo rumo ao seu futuro como juiz cervejeiro começa aqui!

Querendo uma ajuda para traçar a sua carreira cervejeira?

Nossa equipe está aqui para lhe ajudar. Preencha o formulário abaixo e um consultor entrará em contato com você.

Você tem mais de 18?

Nós temos que ter certeza que você tem a idade mínima para entrar no conteúdo deste site.