Blog

Gin: descubra tudo sobre a bebida espirituosa do momento

Gin é uma bebida destilada, mas você provavelmente já sabia disso. Também deve saber que o drink mais famoso com a bebida é o gin tônica.

Mas você sabe do que é feito o gin? 

Tem alguma ideia de como ele foi inventado? 

Sabe a diferença entre o gin e a vodka? 

Para todos os curiosos do mundo dos destilados e amantes de gin reunimos um pequeno resumo de todas as respostas para as perguntas mais frequentes sobre a bebida.

Da sua origem até a sua classificação legal, aqui está tudo o que você precisa saber sobre o gin.

Gin: o destilado do momento

Houve uma revolução do gin nos últimos tempos, com uma verdadeira explosão de novos gins nas prateleiras dos supermercados e mais e mais pessoas a cada ano descobrindo a bebida.

Mas o que é gin?

Gin, ou gim, é um destilado de mosto fermentado de algo natural – geralmente cereais, como trigo, milho ou cevada; mas também pode ser de batata ou de uva, por exemplo -, que é aromatizado com botânicos escolhidos pelo mestre destilador.

Botânico, para simplificar, é um nome bonito para ervas secas, raízes, cascas de frutas cítricas, flores, etc.

Então um gin pode ter tudo isso na composição?

Sim, a resposta para a pergunta: “Do que é feito o gin?” é complexa, porque as possibilidades são infinitas!

O gin pode levar dezenas de ingredientes e ser manipulado e esculpido pela criatividade de quem o faz.

O resultado são gins com sabores únicos, ligados geralmente aos ingredientes encontrados em seu local de produção e à imaginação dos mestres destiladores, que conseguem encontrar combinações bem interessantes. 

A única restrição à inventividade do destilador, independentemente da marca ou tipo de gin, está na presença do zimbro.

O zimbro é o único ingrediente que deve obrigatoriamente estar presente, conferindo sabor predominante à bebida destilada para que ela seja considerada um gin. 

E qual a diferença entre Gin e Vodka?

Gin e Vodka são semelhantes em muitos aspectos, mas não são exatamente a mesma coisa.

Como vimos, o primeiro é feito basicamente de botânicos e álcool neutro puro. E o ingrediente principal destes botânicos são sempre bagas de zimbro que dão ao gin o seu sabor típico.

Já vodka nada mais é que água e álcool puro à base de centeio, batata ou milho e, portanto, é quase (quase) insípida.

Como a base do álcool utilizado nas duas bebidas têm a mesma origem, é comum dizer  que o gin nada mais é que uma vodka com sabor.

A verdade é que o gin é uma bebida mais complexa do que a vodka, tanto em termos de como é feito, do que é feito e da diversidade de sabores que oferece.

Gin: quando surgiu, onde foi criado e por quem?

O gin surgiu na Holanda, por volta de 1600, quando um médico holandês, Franciscus de la Boe, criou o destilado propondo-o como um medicamento capaz de tratar soldados que adoeciam durante expedições às Índias Orientais.

criador do gin

Algumas fontes dizem que o médico holandês procurava um remédio que aliviasse dores de estômago, outros dizem que ele queria tratar febre e há também quem cita o gin como tratamento para doenças renais.

A única verdade que sabemos é que, nas suas tentativas, Boe chegou a uma receita de álcool infusionado com bagas de zimbro que foi chamada Jenever.

Como a Holanda, na época, era uma das encruzilhadas do mundo, os britânicos logo a  conheceram e se apaixonaram ao primeiro gole e adotaram o Jenever, que primeiro se tornou Genever, depois Gen, e finalmente Gin. 

Hoje, estamos experimentando um renascimento do gin em todo o mundo, com novas marcas e métodos de produção, provando que a história do gin ainda está sendo escrita!

Área de Produção: onde pode ser fabricado Gin

O gin não é um produto com origem protegida. 

Assim, diferente da cachaça, que só pode ser produzida no Brasil, ele pode ser produzido em qualquer lugar do mundo. 

Embora tenha sido inventado na Holanda, tradicionalmente é o Reino Unido que lidera a produção de gin. 

Classificação: Gin é tudo igual? 

Não, gin não é tudo igual.

Assim como a cachaça tem a sua classificação segundo o tempo de envelhecimento e a cerveja tem estilos diferentes, o gin também possui a sua própria classificação.

Aliás, mais de uma.

Cada país estabelece sua própria classificação de gin.

Vamos ver o que diz a legislação brasileira sobre a bebida:

Gim ou gin é a bebida com graduação alcoólica de trinta e cinco a cinqüenta e quatro por cento em volume, a vinte graus Celsius, obtida pela redestilação de álcool etílico potável de origem agrícola, na presença de bagas de zimbro (Juniperus communis), com adição ou não de outra substância vegetal aromática, ou pela adição de extrato de bagas de zimbro, com ou sem outra substância vegetal aromática, ao álcool etílico potável de origem agrícola e, em ambos os casos, o sabor do zimbro deverá ser preponderante, podendo ser adicionada de açúcares até quinze gramas por litro.

Parágrafo único.  O gim será denominado de:

I – gim destilado, quando a bebida for obtida exclusivamente por redestilação;

II – london dry gin, quando a bebida for obtida por destilação seca;

III – gim seco ou dry gin, quando a bebida contiver até seis gramas de açúcares por litro; ou

IV – gim doce, old ton gin ou gim cordial, quando a bebida contiver acima de seis e até quinze gramas de açúcares por litro.

Como mencionamos acima, cada país tem a sua própria regulamentação sobre os tipos de gin. Logo, um gin nacional e um importado podem ter diferenças substanciais, mesmo ganhando o mesmo nome. 

Pela legislação europeia, por exemplo, “o termo «gin» pode ser complementado pelo termo «seco», se não contiver adoçantes superiores a 0,1 gramas de produtos edulcorantes por litro de produto final, expresso em açúcar invertido.”

Como se vê, um gin seco brasileiro e um gin seco europeu tem tolerâncias bem diferentes em relação à presença de açúcares.

E o Gin aromatizado?

O “gin aromatizado” não entra na classificação brasileira.

É um termo que surgiu nos últimos anos graças ao boom dos destilados modernos que estão adicionando novos aromas e sabores ao gin.

O teor alcoólico e o processo de produção são semelhantes aos do gin tradicional, mas os botânicos comuns estão ficando em segundo plano.

A bebida aromatizada enfatiza mais os sabores de especiarias e de frutas, como ameixas e morangos, do que dos botânicos tradicionais.

Em geral, devido ao teor alcoólico mais baixo que o legalmente permitido e devido à falta de sabor predominantemente de zimbro, essas bebidas não se qualificam como verdadeiros gins.

gin da Rainha Elisabeth
O Gin produzido pela Família real britânica lançado em 2020 é feito com 12 botânicos colhidos nos jardins do Palácio de Buckingham

Características Sensoriais do Gin

Gin é doce? É amargo? É forte? 

Afinal, que gosto tem o gin?

Embora o aroma predominante esteja ligado à maceração de bagas de zimbro, no mercado existem inúmeros gins caracterizados por diferentes receitas e processos de destilação, que tornam esta bebida milenar rica em nuances únicas.

Para os que ainda não provaram a bebida, podemos dizer que o gin é um destilado com um sabor resinoso, picante e intenso das bagas de zimbro, que, como vimos, por lei não pode faltar e deve definir claramente o sabor da bebida.

Especiarias, gengibre, cardamomo, flores e frutas cítricas chegam mais tarde, arredondando e suavizando o sabor bruto do gin. 

Como mencionado, a variedade de ingredientes vai de acordo com as preferências do destilador e, portanto, o perfil sensorial pode ser tão diverso quanto a sua criatividade.

No entanto, existem alguns ingredientes que você encontrará com frequência.

Entre os mais populares, estão: cardamomo, sementes de coentro, casca de citrinos – especialmente do limão e da laranja -, pimenta-preta, raízes de angélica e toranja. 

Mas também pode haver flores, pepino e vários frutos silvestres como alcaçuz, anis e chá preto.

Qual o teor alcoólico do Gin?

O gin é considerado uma bebida alcoólica retificada e, pela lei brasileira, não pode ter menos de 35 nem mais de 54 graus de álcool. 

Na Europa, o teor alcoólico mínimo é de 37,5% e não há um máximo estabelecido.

O Anno Extreme 95, produzido pela Destilaria inglesa Anno Distillers, com 95% de álcool por vol., é considerado o gin mais forte do mundo.

gin mais forte do mundo
Anno Extreme 95: o gin mais forte do mundo

Como servir o Gin? Precisa gelar? 

A vodka, que não tem um sabor particularmente forte, se presta perfeitamente a ser servida gelada. 

Ao contrário, servir um gin gelado anula grande parte do seu sabor, arruinando as características organolépticas do produto.

O ideal, portanto, é servi-lo a temperatura ambiente, com bastante gelo.

Posso bebê-lo puro?

Você pode sim, beber gin puro e é até aconselhável que você tente isso ao menos uma vez.

Só ao provar o gin puro, você aprende a reconhecer os diferentes botânicos que caracterizam a bebida.

Mas, de fato, o gin é o rei dos cocktails. É misturado a outros ingredientes que ele é mais apreciado.

Não à toa, o gin está presente em drinks clássicos como Dry Martini, Alexander, Negroni e o Gin Tônica, líder absoluto de consumo no mundo.

Como se prepara o Gin Tônica?

Como o nome sugere, Gin tônica é um coquetel à base de gin e água tônica, que deve estar bem gelada.

A proporção entre álcool e água tônica é de 1:1, porém é possível alterar a proporção de acordo com o gosto pessoal e o horário em que a bebida é tomada.

Se você não está acostumado com bebidas fortes, é mais aconselhável começar com uma proporção de 3 partes de água tônica para uma parte de gin.

Para completar o coquetel, adicione bastante gelo ao copo e, querendo, adicione uma fatia de limão ou duas rodelas de pepino.

Como se produz Gin?

Como vimos, não existe apenas um tipo de gin. E isso torna ainda mais difícil responder à pergunta como “Como é feito o gin?”

Então se você quer aprender a produzir gin de acordo com a legislação e as normas técnicas brasileiras, fica o convite para você conhecer o Curso de Destilador da ESCM.

Nele você aprende o passo-a-passo para produzir, de forma profissional, destilados como gin, cachaça, whisky, vodka e conhaque.

>>> Descubra aqui os detalhes do curso e a data da próxima turma.

Querendo uma ajuda para traçar a sua carreira cervejeira?

Nossa equipe está aqui para lhe ajudar. Preencha o formulário abaixo e um consultor entrará em contato com você.

Você tem mais de 18?

Nós temos que ter certeza que você tem a idade mínima para entrar no conteúdo deste site.