Blog

Temperatura da cerveja: qual é a ideal?

Se você pensou “a mais gelada possível”, você precisa ler esse post.


A pergunta é simples. A resposta, nem tanto.

Existe, afinal, uma temperatura ideal para beber cerveja?

Embora gelada não seja uma resposta completamente errada, ela passa longe da precisão com que o assunto – e a sua cerveja – merecem ser tratados.

A verdade?

Não existe um número absoluto, uma única temperatura ideal da cerveja.

Assim como o vinho, os diversos estilos de cerveja têm diferentes temperaturas recomendadas para servir.

Se você não está familiarizado com o mundo do vinho, nem com o das cervejas especiais, e acha que tudo desse universo é meio nebuloso e complicado, relaxa. Nós vamos simplificar a questão para você.

Nesse post você fica sabendo qual a temperatura ideal para beber cada tipo de cerveja e, de bônus, descobre qual a temperatura certa para não congelar e como resfriá-la mais rápido.

Curioso? Então vamos começar!

Cerveja Gelada: o mito

Pode contar: você deve ter ao menos meia dúzia de amigos que gostam de tomar cerveja “trincando”, não é mesmo?

Pois é. O mito de que a cerveja deve ser servida o mais fria possível ainda ocupa um lugar cativo nas mesas de bares no Brasil e a razão disso é dupla.

A primeira tem a ver com o nosso clima. Com a temperatura média anual girando na casa dos 30 °C, é impossível que o calor não influencie a cultura da cerveja no Brasil. Destaque para o velho e bom isopor usados nos bares para isolar termicamente a garrafa e para o hábito de compartilharmos a cerveja para que ninguém a beba quente.

Não, isso não acontece em todos os lugares do mundo.

Já a segunda razão pela qual se bebe cerveja estupidamente gelada no Brasil está na tradição do mercado. 

Por muito tempo nós vivemos no império absoluto das lagers, destinadas ao consumo de massa. E, como você verá adiante na teoria o que os seus amigos já sabem muito bem na prática, cervejas produzidas em escala industrial e destinadas ao grande público, são melhores quando consumidas mais frias.

É por isso que, no Brasil, servir a cerveja trincando é uma obrigação moral e qualquer coisa acima de 0ºC é sinal de desrespeito ao cliente. 

cerveja estupidamente gelada
Cerveja Gelada é tradição nos países quentes

A questão é que essa visão restrita já não condiz com a realidade de ofertas de cervejas no país. Com a profusão de estilos agora disponíveis, é preciso acabar com o mito de que cerveja só se bebe estupidamente gelada.

E é disso que a gente fala agora!

Qual o problema em beber cerveja muito gelada?

Sem rodeios: a temperatura extremamente gelada acaba com os sabores e aromas de uma boa cerveja. 

As geladeiras das casas brasileiras geralmente marcam 4 graus Celsius, mas servir algumas cervejas nessa temperatura tem pontos negativos.

O primeiro é que, quanto mais fria a cerveja, menos gás carbônico é liberado; e quanto menor a carbonatação, menos aroma a cerveja exala. 

O segundo problema é que, com a cerveja muito gelada, o paladar fica prejudicado. As papilas gustativas também “congelam” a ponto de não conseguir discernir as notas de sabor da cerveja.

E sem aroma e sem sabor, a cerveja lhe proporciona o mesmo prazer que um copo de água com muito gelo: você estará bebendo apenas algo gelado. 

Se essa não é a sua intenção para o churrasco do próximo final de semana, procure deixar a sua cerveja na temperatura ideal. Você descobre qual é ela agora!

A temperatura ideal para beber cada tipo de cerveja

De acordo com o renomado mestre-cervejeiro Garrett Oliver, a maior parte das cervejas evidenciam o que elas têm de melhor entre 5,5 e 12,7ºC, mas encontramos exceções, como veremos adiante. 

Conforme já dissemos, cada estilo de cerveja tem um intervalo ideal de temperatura que melhor destaca seus atributos individuais.

Enquanto as temperaturas frias aumentam a sensação de amargor, a carbonatação e ajudam na retenção da espuma, as temperaturas mais altas acentuam o corpo e as características do malte, permitindo que a cerveja exiba sua gama completa de sabores e aromas. 

E por isso a temperatura de serviço da cerveja é tão importante.

Mas como saber se determinada cerveja deve estar resfriada mais perto da casa dos 5 ºC ou dos 12 °C? 

Aí vão algumas dicas:

  • A primeira é verificar o rótulo da cerveja. Muitos fabricantes já disponibilizam a temperatura ideal do seu produto para que o consumidor tenha a melhor experiência;
  • A segunda dica é ter em mãos um livro, um celular com internet ou uma tabela, como aquela que você terá acesso logo abaixo, para pesquisar quando estiver na dúvida; 
  • O terceiro e último conselho é usar o teor de álcool como um guia para saber qual a temperatura ideal da cerveja. As cervejas com alto teor de álcool apresentam sabor mais complexo, sendo melhor saboreadas quando consumidas em temperatura mais quente. Já as cervejas com baixo teor de álcool têm um corpo mais leve e menos sabor e devem ser servidas mais frias.

Nessa premissa, os tipos de cerveja mais fortes, como uma tripel belga, a temperatura ideal da cerveja é mais alta, em torno de 12 graus.

Alguns tipos de cerveja ainda mais encorpadas, como uma Quadrupel, desenvolvem totalmente seu sabor em torno de 14 graus. 

Já as cervejas de baixa complexidade e álcool, na casa dos 5% de teor alcoólico, pedem a temperatura mais baixa. 

Mas… exatamente quanto mais baixa? Quão fria uma cerveja pode ser?

Apesar de não haver consenso sobre o tema entre as autoridades do meio cervejeiro e embora as principais bibliografias divirjam em três ou quatro graus, é possível estabelecer algumas diretrizes.

Assim, logo abaixo, disponibilizamos para você uma tabela com as temperaturas ideais para os principais tipos de cerveja, uma escala baseada nas publicações de alguns dos principais nomes do universo cervejeiro mundial.

Ela não é um “guia sagrado de conduta cervejeira” que você não pode desobedecer sob pena de beber só cerveja “choca” para o resto da sua vida. Mas, ao respeitar essa tabelinha, a gente garante: você ganha – e muito – em sabor.

Confira:

EscalaTipo de cervejaTemperatura adequada para beber
MUITO FRIASem álcool3 – 4 °C
American Light Lager3 – 4 °C
FRIAPilsners4 – 6 °C
Cervejas de trigo5 – 7 °C
LEVEMENTE FRIAIPAs7 – 10 °C
Porters7 – 10 °C
Gueuze7 – 10 °C
TEMPERATURA DE ADEGAEisbock10 – 12 °C
 Dubbel belga10 – 13 °C
“QUENTE”Imperial Stout12 – 14°C
 Barleywine12 – 14°C
Fontes: Guia Ilustrado Zahar: Cerveja; Tasting beer: an Insider´s guide to the world´s greatest drink; O guia Oxford da cerveja e Larousse da Cerveja.

Não confunda temperatura de armazenagem com a temperatura de serviço

Está pensando em como vai fazer para refrigerar uma American Light Lager e uma Stout na mesma – e única – geladeira da sua casa?

Calma, ninguém precisa ter uma geladeira para cada tipo de cerveja ou decidir beber só um estilo. Você também não precisa ser meticulosamente preciso e conferir a temperatura um termômetro cada vez que for degustar uma cerveja.

temperatura ideal da cerveja
A maioria dos refrigeradores são ajustados para valores entre 3 e 5 graus

Vamos partir do princípio que a maioria dos refrigeradores são ajustados para valores entre 3 e 5 graus. Normalmente, a geladeira é um pouco mais fria na área inferior e também na parte de trás, na parede da geladeira.

Portanto, é melhor armazenar uma cerveja belga de alto teor alcoólico na área superior e não muito perto da unidade de resfriamento.

Ainda assim, como podemos verificar na tabela acima, na casa dos 5ºC ela restará alguns graus abaixo do ideal para consumo, certo? 

Certíssimo!

A questão é que a temperatura de armazenagem nunca será a mesma de quando a bebida entra em contato com o copo. Portanto, sem problemas se a sua cerveja especial altamente alcoólica for refrigerada além do ponto ideal de consumo.

Se estiver na dúvida, erre sempre para menos do que para mais: a maneira mais fácil de ter uma cerveja na temperatura certa é simplesmente deixar sua cerveja fora da geladeira e deixá-la atingir uma temperatura maior pouco antes de beber.

Faça o teste de comparação da temperatura ideal da cerveja: aprenda na prática

Nada como a prática para nos fazer entender um conceito, certo?

Com o seguinte teste, você irá sentir na boca a diferença que a temperatura faz na hora de degustar uma cerveja:

Abra duas garrafas da mesma cerveja aromática. Nossa sugestão é que você escolha uma Strong Golden Ale, que caracteristicamente possui cerca de 8,5% de teor alcoólico. Uma garrafa deve estar gelada, perto de zero grau; a outra, em temperatura de cerca de 10ºC. Despeje as duas em dois copos de boca larga, aproxime seu nariz e sinta os seus aromas. 

Você notará instantaneamente a diferença: a cerveja gelada é quase inodora, enquanto a mais quente exala aromas frutados e do lúpulo, além de outras notas conforme o rótulo de cerveja escolhido.

cerveja no balde com gelo e sal
Qual método ideal para resfriar a cerveja?

Como resfriar a cerveja mais rápido?

Quem nunca esqueceu de colocar a cerveja para gelar ou quis beber aquela cerveja recém-comprada logo que chegou em casa?

Nessas horas, dois truques podem acelerar o processo de resfriamento da cerveja:

  • Coloque um pouco de sal na água com gelo: O sal reduz a temperatura de congelamento da água, então, ao colocar um pouco de sal na água com gelo, você pode teoricamente baixar a temperatura das suas cervejas até zero grau em menos de 15 minutos.
  • Embrulhe suas garrafas de cerveja em papel-toalha úmido: embora a dica número um seja mais eficiente, se você quiser gelar uma cerveja de forma rápida você pode simplesmente embrulhá-la em um papel-toalha, passar a garrafa embaixo da torneira para umedecê-lo e guardá-la no freezer. Quinze minutos depois, sua cerveja estará pronta para beber.

Mas atenção: não esqueça de tirar suas cervejas do congelador ou do balde com gelo! 

Com 95% de água em sua composição, a cerveja se expande em baixa temperatura. Se você deixar a cerveja no congelador por muito tempo, no lugar de uma cervejinha gelada para degustar, você encontrará a garrafa quebrada e muita sujeira para limpar.

A temperatura certa para a cerveja não congelar

O ponto de congelamento da cerveja depende da sua composição.

Cervejas com 5% de álcool por volume, que é o valor encontrado na maioria das cervejas lagers comerciais, congelam em temperaturas abaixo de -2º graus.

Já cervejas com alto teor de álcool congelam em temperaturas levemente mais baixas, por volta dos -4ºC.

Os freezers domésticos podem atingir -20ºC, portanto, não marque bobeira se não quiser ver sua cerveja explodir no congelador.

Tomar cerveja trincando não é recomendado, mas é perdoável; desperdiçá-la, jamais.

Você gostou de saber mais sobre o mundo da cerveja? 

Então continue com a visita em nosso blog! Leia agora mesmo o texto “Copo de Cerveja: qual o tipo ideal para tomar cerveja belga?” e aprenda como servir sua cerveja com perfeição!

E se quiser se tornar um especialista no assunto, basta acessar nossa página de Cursos e escolher aquele que mais combina com você.

Prosit! 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × um =

Baixe o E-book Grátis ↓

Gestão Comercial das Cervejarias Artesanais Brasileiras

Um estudo sobre a forma de atuação

comercial das cervejarias artesanais 

realizado pela ESCM

com a participação

de 262 Cervejarias de todo o Brasil

Eu concordo em receber comunicações por e-mail.