Blog

Mestre Cervejeiro: o que faz, como se tornar um e quais os cursos recomendados para quem sonha com a profissão

Mestre Cervejeiro ESCM

Informações importantes que você precisa saber antes de decidir seguir a carreira

Para alguns, o nome lembra apenas um reality show da TV brasileira; para outros, é sinônimo de profissão dos sonhos. 

Ser Mestre Cervejeiro é, de fato, ter a chance de trabalhar com uma paixão, de ver as horas no batente voarem sem se dar conta e de poder celebrar os resultados de semanas de dedicação a um projeto com um brinde!

Quem não sonha com isso?

A questão que se esconde por trás do mundo fascinante dessa profissão – e que ninguém te conta – é que pode ser mais simples aparecer na TV do que se tornar um mestre cervejeiro.

Verdade. 

Não é “missão impossível”, mas com certeza não é água com açúcar como sessão da tarde.

Se você está pensando em se tornar o próximo mestre cervejeiro profissional, prepare-se para um caminho de muito estudo e horas de dedicação às “panelas”. 

Quer saber exatamente o que faz um mestre cervejeiro e quais os cursos indicados para se tornar um? 

Para ajudar você que está pensando em seguir a carreira mais desejada do momento, nós respondemos essas e outras questões importantes para não errar na hora de apostar na profissão. 

Confira agora!

Conheça as principais atribuições de um Mestre Cervejeiro

Quebremos um mito! A rotina de trabalho dos mestres cervejeiros não se resume a avaliar sensorialmente diversos estilos de cervejas e apontar acertos e defeitos no final da produção.

Um mestre cervejeiro faz muito mais!

Ele é o profissional responsável por elaborar a receita, selecionar as matérias-primas, conduzir o processo produtivo e – também – verificar a qualidade final da cerveja.

Em resumo, é o mestre cervejeiro que comanda todas as etapas de produção da cerveja em cervejarias e microcervejarias e para que tudo saia perfeito, da escolha do malte ao rótulo que é colado na garrafa, ele abraça uma série de funções. 

Dentre as atividades desenvolvidas pelo profissional, destacamos:

  • Controle da segurança dos processos físicos, químicos e microbiológicos das indústrias cervejeiras;
  • Análises químicas e sensoriais para o controle dos insumos empregados na produção da cerveja, bem com da qualidade do produto final;
  • Supervisão das atividades executadas pelos demais colaboradores da empresa envolvidos no processo de produção da cerveja;
  • Acompanhamento de cada uma das etapas de fabricação da cerveja, com monitoramento da eficiência operacional e segurança do produto para o consumo humano;
  • Elaboração de documentação técnica, como relatórios e planilhas com dados da produção e manuais de procedimentos operacionais.

Resumindo, o Mestre Cervejeiro é um profissional plurivalente que deve reunir múltiplas habilidades para desempenhar com eficiência suas atividades. 

Como ele adquire essas competências? Você descobre a seguir.

Qual é a formação necessária para ser um Mestre Cervejeiro profissional?

A profissão mais cobiçada dos últimos tempos não exige formação de nível superior, mas não se engane: para se tornar mestre cervejeiro é preciso muitas horas de estudo.

Como profissional responsável por todo o processo produtivo dentro de uma cervejaria, os mestres cervejeiros precisam de conhecimento técnico, que envolve o domínio nas áreas de química, microbiologia e matemática, além de reunir uma série de outras habilidades gerenciais e comportamentais, como já mencionamos.

É por isso que dizemos que o mestre cervejeiro é um dos profissionais mais completos em uma fábrica e mesmo com um diploma de engenheiro químico nas mãos, ele fatalmente precisará se especializar na área cervejeira para atender aos desafios da profissão.

Os cursos indicados para quem quer trabalhar como Mestre Cervejeiro

Engenheiros químicos, de alimentos, de produção e outros profissionais de exatas ganham pontos na hora da contratação, mas o diploma nessas áreas, por si só, não garante colocação nas cervejarias.

Portanto, para quem está buscando realizar o sonho de ser mestre cervejeiro profissional a dica é se especializar.

Para quem ainda não possui formação ou vem de uma área completamente alheia à produção de alimentos, o curso de Técnico em Cervejaria é um excelente ponto de partida, já que possui uma grade curricular completa com carga horária menor que um curso de graduação.

Além disso, com os estágios supervisionados, um curso de formação colocará você dentro das cervejarias e te permitirá conhecer esse universo de perto. Ter a experiência de trabalhar em uma cervejaria comercial antes de tentar abrir a sua ou buscar colocação no mercado de trabalho é extremamente valioso. 

Já para quem possui uma graduação nas áreas de exatas, uma pós-graduação em produção cervejeira é o caminho certo para dar um upgrade no currículo antes de se candidatar a uma vaga de mestre cervejeiro.

E saber fazer cerveja em casa, ajuda?

E como ajuda!

Afinal, qual chef de cozinha estrelado nunca cozinhou em casa?

Claro que fazer cerveja em casa não é tão simples quanto cozinhar batatas, mas o caminho natural de quem hoje produz a bebida de forma profissional foi primeiro querer fazer a própria cerveja, em casa.

Nesse sentido, ser um cervejeiro caseiro dá uma boa experiência em provar e avaliar cervejas e a troca de ideia com amigos que têm o mesmo hobby enriquece muito o aprendizado. O cervejeiro amador também acaba se familiarizando com os ingredientes, com o processo e descobrindo como os sabores das cervejas se originam.

Leia também: Com tanta cerveja artesanal no mercado, por que fazer cerveja em casa?

Mas para fazer cerveja em um nível profissional, claro, é preciso mais.

Por isso, como dissemos antes, o primeiro passo é passar por uma formação profissional específica, com certificação e garantia de aprendizado sólido.

Para ser um bom mestre cervejeiro que se destaque no mercado não basta entender de cerveja “na prática”, é preciso de embasamento científico. 

O profissional encarregado de uma cervejaria precisa conhecer os meandros do processo, as características de cada ingrediente, saber controlar enzimas, proteínas e microorganismos e isso está além das etapas básicas de produção de cerveja caseira. 

Mestre Cervejeiro | Designed by Freepick

A profissão de Mestre Cervejeiro é regulamentada?

A profissão de Mestre Cervejeiro não é regulamentada por lei própria, mas a profissão é reconhecida pelo Ministério do Trabalho e integra a Classificação Brasileira de Ocupações na categoriaSupervisor da indústria de bebidas”.

Já o Mestre Cervejeiro formado pela Escola Superior da Cerveja e Malte recebe o Diploma de Técnico em Cervejaria, uma modalidade de Técnico Industrial, cujos profissionais liberais têm a profissão regulamentada pela Lei nº 5.524/1968 e pelo Decreto nº 90.922/1985.

E isso é possível porque o curso da ESCM atende – e supera – às exigências do MEC. 

O Ministério da Educação e Cultura recomenda que um curso de nível médio para formação de Técnico em Cervejaria tenha no mínimo de 1200 horas, enquanto o curso de Mestre Cervejeiro da ESCM tem carga horária total de 1400 horas/aula. São 10 meses de ensino concentrado, com muito conteúdo sobre cerveja.

Vale dizer: o curso de Mestre Cervejeiro da Escola Superior de Cerveja e Malte não é um curso livre, mas um curso de habilitação curricular específica de nível técnico e, por isso, é obrigatório que o aluno comprove o ensino médio completo como requisito para o ingresso.

Veja o que diz o Catálogo Nacional de Cursos Técnicos (CNCT) do MEC, o instrumento que disciplina a oferta de cursos de educação profissional técnica de nível médio no Brasil, sobre o Curso de Técnico em Cervejaria:

Catálogo Nacional de Cursos Técnicos (CNCT) do MEC sobre o Curso de Técnico em Cervejaria

Ah, detalhe super importante! Para quem decide se formar como Mestre Cervejeiro pela ESCM ainda recebe outras três certificações

  • Certificado de Mestre Cervejeiro, 
  • Certificado de Mestre Malteiro e 
  • Certificado de Mestre Destilador.

Assim você sai com o diploma de Técnico em Cervejaria em uma das mãos e outras três qualificações na outra: um currículo de peso que irá te ajudar a se destacar no mercado de trabalho.

O Mestre Cervejeiro pode assinar Responsabilidade Técnica por cervejarias? 

Nem sempre. O que determinará se o mestre cervejeiro poderá ou não assinar Responsabilidade Técnica é a sua formação e o tamanho da cervejaria. 

Para ficar mais claro, vamos dividir os conceitos.

O que é Responsabilidade Técnica?

A Responsabilidade Técnica é a atribuição concedida pelo Conselho de classe ao responsável que assume o compromisso profissional e legal na execução de suas atividades, compatível com a sua formação, visando assegurar a qualidade dos serviços e produtos oferecidos aos consumidores.

No caso das cervejarias, como há a transformação de matérias-primas em bebidas, é obrigatório o acompanhamento das atividades por um responsável técnico, um profissional habilitado que garanta a segurança do produto final destinado ao consumo.

E o mestre cervejeiro pode ser esse profissional?

Pode! E você descobre os detalhes dessa atribuição agora!

RT pelo Mestre Cervejeiro: a formação

Como vimos antes, não existe uma condição legal para alguém ser um profissional mestre cervejeiro, mas para ser responsável técnico por uma cervejaria sim.

É nesse ponto que o interessado em seguir a profissão deve ficar atento, porque nem todo curso que tem no nome as palavrinhas Mestre Cervejeiro habilita o aluno que o concluiu a assumir responsabilidade técnica.

Isso porque, de regra, quem assume a responsabilidade pela segurança e pelos produtos fabricados por uma indústria de alimentos e bebidas são profissionais com diploma de graduação, ou seja, engenheiros, químicos, nutricionistas, etc.  

A exceção prevista por lei está justamente nos profissionais de nível técnico, com diploma conferido por instituição devidamente credenciada pelos sistemas de ensino, desde que em conformidade com as diretrizes do Conselho de classe respectivo, conforme veremos adiante.

É por isso que cursos livres, com carga horária menor que 1200 horas/ aula, oferecidos por pessoas físicas ou mesmo jurídicas sem o devido credenciamento, não habilitam o aluno a responder tecnicamente por uma cervejaria, mesmo que o curso se chame “Mestre Cervejeiro”, mesmo que você ganhe um certificado dourado no final.

Por isso, muita atenção!

Na hora de fazer um curso na área cervejeira, o aluno deve procurar uma instituição de ensino que atenda aos critérios legais e do mercado de trabalho. Da mesma forma, as cervejarias devem tomar cuidado redobrado para não acabar contratando um profissional que não tem a qualificação que se espera.

RT pelo Mestre Cervejeiro: o tamanho da Cervejaria 

Como vimos, a Responsabilidade Técnica garante a qualidade e a segurança das cervejas fabricadas no estabelecimento pelo qual o profissional é responsável. 

E, de acordo com a normativa vigente, o profissional de nível técnico pode assumir essa responsabilidade, porém nos casos das cervejarias há uma limitação a ser considerada.

Atualmente, os técnicos de nível médio formados em Técnico em Cervejaria, desempenham atividades profissionais que se enquadram na área da Química (Resolução Normativa nº 137 de 27.08.1993 e Resolução Normativa nº 198/2004 do Conselho Federal de Química). 

Por essa razão, esses profissionais devem ter registro no Conselho Regional de Química do local de sua atuação para poder assumir a RT de uma cervejaria.

Além disso, de acordo com a normativa vigente, o profissional da Química de nível técnico só pode assumir responsabilidade técnica após a análise da qualificação profissional e do porte da empresa (art. 20,  § 2º,”c”, da Lei nº 2.800/56). 

Ou seja, de acordo com as diretrizes da Resolução Normativa nº 263/2016 do Conselho Federal de Química, ainda que o aluno egresso tenha qualificação técnica em nível médio,  esses profissionais só terão deferida a RT no caso de atuação em empresa de pequeno porte, assim definida pela legislação vigente.

Mestre Cervejeiro Tecnólogo em Cervejaria
Mestre Cervejeiro | Designed by O Curso de Mestre Cervejeiro da Escola Superior de Cerveja e Malte

Como já mencionamos, o curso de Mestre Cervejeiro da Escola Superior de Cerveja e Malte, com uma carga horária de 1400 horas/aula, confere ao aluno diploma de Técnico em Cervejaria. 

A grade curricular do curso de Mestre Cervejeiro da ESCM habilita o profissional para assumir a responsabilidade técnica das cervejarias, já que há total compatibilidade entre a formação profissional do aluno com as atividades que serão desenvolvidas na empresa. 

E quem assegura isso é o próprio Conselho Federal de Química.

A grade curricular e o conteúdo programático do curso oferecido pela ESCM já foram analisados pelo CFQ que decidiu pelo registro dos egressos do curso no Conselho, concedendo-lhes a atribuição, entre outras, de emissão da responsabilidade técnica, nos termos do art. 20,  § 2º, ”c” da Lei 2.800/56 (Processo CFQ n. 22.156/17).

Assim, nos termos da Lei supracitada e da Resolução Normativa nº 263/2016 do Conselho Federal de Química, o diploma de Técnico em Cervejaria do Curso de Mestre Cervejeiro da Escola Superior de Cerveja e Malte habilita o profissional a assinar RT por cervejarias que se enquadram na categoria “pequeno porte”, que correspondem atualmente à grande maioria das cervejarias existentes no Brasil, segundo levantamento do Sebrae em parceria com a Abracerva.

O 1º Censo das Cervejas Independentes Brasileiras, realizado em 2019, constatou que “boa parte das cervejarias independentes com produção própria declarou produzir de 1.000 a 4.999 litros mensais. Em relação à capacidade máxima de produção, 51% declarou ser capaz de produzir até 9.999 litros”

Os números apontam, portanto, que os mestres cervejeiros com formação em Técnico em Cervejaria tem um vasto campo de atuação no mercado brasileiro.

O curso de mestre cervejeiro é indicado para qualquer pessoa apaixonada por cerveja?

Todo mestre cervejeiro é um apaixonado por cervejas, mas nem todo amante da bebida se encaixa nos requisitos do curso e da profissão.

O curso de Mestre Cervejeiro é indicado para profissionais que atuam nas áreas da indústria cervejeira e não possuem formação técnica ou superior na área. Também é indicado para pessoas com interesse no segmento de produção de cerveja artesanal e industrial, seja para atuar na planta ou no gerenciamento da empresa.

Para quem já possui Diploma Superior, especialmente na área de exatas, a Pós-Graduação em Tecnologia Cervejeira é o curso mais indicado. 

Resumindo, se você quer se tornar Mestre Cervejeiro, procure por cursos de formação profissionalizantes.

Eles podem ser de nível médio, superior ou de pós-graduação, dependendo da sua formação prévia, mas sempre e indiscutivelmente devem atender às exigências do MEC, dos Conselhos de Classe e do Mercado de Trabalho. 

Ficou com alguma dúvida?

Não sabe qual o melhor curso para a sua carreira cervejeira?

Deixe seu comentário ou entre em contato conosco. Nossa equipe está treinada para te orientar na escolha que se encaixa melhor ao seu perfil e ao seu objetivo profissional.

Escolha o canal de atendimento pelo qual você prefere ser atendido:

Ou visite a nossa página e confira todos os detalhes do Curso de Mestre Cervejeiro da ESCM!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 + 15 =

Baixe o E-book Grátis ↓

Gestão Comercial das Cervejarias Artesanais Brasileiras

Um estudo sobre a forma de atuação

comercial das cervejarias artesanais 

realizado pela ESCM

com a participação

de 262 Cervejarias de todo o Brasil

Eu concordo em receber comunicações por e-mail.