Blog

Diferença entre Master em Estilos e Sommelier

Existem inúmeras possibilidades de atuação para os profissionais do ramo cervejeiro dentro do mercado atual. Bares, restaurantes, empórios, casas especializadas, distribuidoras, escolas… Essas novas ocupações vieram acompanhando o boom das cervejarias brasileiras dos últimos 10 anos, e tende a aumentar com a entrada das Microcervejarias na Lei do Simples Nacional, a partir de janeiro de 2018.

Esse crescimento que estimulou o aumento da quantidade de cervejarias e casas especializadas trouxe, como consequência, a necessidade de capacitação de técnicos especialistas do segmento. São mestres-cervejeiros, técnicos, sommeliers e algumas especialidades nem tão conhecidas, como o Master em Estilos de Cerveja.

Mas qual seria a diferença entre Master em Estilos e Sommelier?

A palavra sommelier (sommelière – no feminino) tem origem francesa e, na Antiguidade, referia-se ao servidor oficial da corte encarregado do transporte de suprimentos, que era feito por animais de carga. Esse serviçal estava encarregado de provar os alimentos que transportava antes que fossem servidos aos Reis e nobres, garantindo a integridade dos alimentos e, principalmente, evitando tentativas de envenenamentos durante o transporte.

O sentido da palavra mudou e hoje em dia aplica-se ao profissional que auxilia na escolha das bebidas, que garante um serviço correto e uma experiência agradável ao consumidor. Deve estar capacitado a fazer a mediação entre a bebida e o cliente, garantindo a este uma boa experiência.

Falando mais especificamente em Sommelier de Cervejas, o termo começou a ser usado apenas na década de 90, na Alemanha. É o profissional que conhece as escolas, os estilos, os ingredientes, os processos de produção, a história, sabe sobre harmonização, faz degustações e é capaz de fazer a análise sensorial de uma cerveja.

Pode atuar em bares e restaurantes acompanhando o serviço, acrescentando rótulos, fazendo harmonizações, cuidando do ambiente, das condições de armazenamento, da comunicação da bebida, da distribuição, da parte de cozinha com cerveja, ministrando palestras, escrevendo sobre a bebida em diferentes materiais editoriais, sempre buscando aproximar cerveja e público, tentando entender e respeitar o cliente.

É complexo, é maravilhoso.

Já o Master em Estilos pode ser entendido como o seguinte lance de escadas, o próximo andar. Pensado como um aprimoramento do Sommelier de Cervejas, o curso visa fazer com que o profissional amplie seus conhecimentos em estilos, destaque-se no mercado de trabalho. Nesse sentido, o aspirante deverá ser capaz de desenvolver uma nova percepção de estilo, uma abordagem única, que leve em consideração aspectos técnicos de produção, dos atributos sensoriais, os contextos histórico, social, tecnológico e geográfico de cada estilo ou grupo de estilos.

Para o Master, exige-se um alto grau de conhecimento nas áreas já citadas e, acima de tudo, domínio sobre os estilos, o que habilita este profissional a atuar frente a organizações internacionais tais como a Brewers Association (BA) ou a Beer Judge Certification Program (BJCP), capacitando-o a participar como juiz em concursos profissionais de cerveja.

Em suma, a grande diferença entre um Sommelier de Cervejas e um Master em Estilos é que o Sommelier é capaz de estender o tapete vermelho pra qualquer pessoa adentrar o mundo das cervejas, entendendo as preferências do cliente, contextualizando o ambiente e oferecendo a cerveja ideal para o momento perfeito, criando uma experiência inesquecível. É o especialista em serviço. O Master, além de todo conhecimento de um Sommelier, terá a competência de analisar, identificar e julgar os diferentes estilos de cerveja, versar sobre um estilo (ou subestilo) específico, sugerir novas formas de compreender os estilos e ainda criar novas receitas, destacando-se dentro de um mercado de trabalho que cresce exponencialmente no Brasil e no mundo.

Para ser um Master em Estilos

Além do que foi dito, para receber a certificação de Master em Estilos de Cerveja da Escola Superior de Cerveja e Malte, o aluno deverá produzir um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) contando com a orientação dos professores. Esse trabalho, necessariamente, conformará uma pesquisa sobre um determinado estilo e resultará em conteúdo autoral que estará pronto para ser publicado. Trabalho duro, mas compensatório. Faça a diferença e comece a pensar em minúcias e curiosidades cervejeiras…

Em janeiro de 2018 a Escola Superior de Cerveja e Malte passa a contar com a oferta do curso de Master em Estilos de Cerveja. O curso será oferecido em caráter concentrado e terá carga horária de 168 horas. Para a matrícula será exigida a apresentação de certificado de Sommelier de Cervejas, além da necessidade de fluência em leitura nas línguas inglesa e/ou alemã e/ou francesa. Além disso, haverá um processo seletivo admissional, através do qual o aluno atestará seus conhecimentos prévios e os responsáveis farão o nivelamento da turma (apenas 22 vagas).

As inscrições já estão abertas e a oportunidade está em suas mãos. Saiba mais aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − 15 =

Baixe o E-book Grátis ↓

Gestão Comercial das Cervejarias Artesanais Brasileiras

Um estudo sobre a forma de atuação

comercial das cervejarias artesanais 

realizado pela ESCM

com a participação

de 262 Cervejarias de todo o Brasil

Eu concordo em receber comunicações por e-mail.